Notícias



25/11/2021
Presidente do Sindiex: Fundap foi a fórmula milagrosa para acabar com a crise econômica



Presidente do Sindiex: Fundap foi a fórmula milagrosa para acabar com a crise econômica

A abertura do evento de comemoração aos 50 anos do Fundo do Desenvolvimento das Atividades Portuárias (Fundap) foi feita pelo presidente do Sindiex, Sidemar Acosta, que reforçou a importância do comércio exterior e do incentivo para o desenvolvimento do Espírito Santo, e também da união das entidades para enfrentar os números desafios.

Em seu discurso, ele destacou o posicionamento estratégico do Estado no Brasil, a forte estrutura portuária e o reconhecimento internacional do segmento de comércio exterior capixaba.

Acosta, que preside há dois anos o Sindiex, exemplificou a força do setor com números: de janeiro a outubro deste ano, as exportações tiveram um aumento de quase 90%, no comparativo com 2020, enquanto que as importações cresceram 24%. Destacou ainda o grau de abertura da economia capixaba, de 53,95 %, “o que demonstra claramente a vocação logística consolidada do Espírito Santo”, disse.

Especificamente sobre o Fundap, em um breve relato, o presidente lembrou do desenho do incentivo, criado durante o governo do Christiano Dias Lopes e regulamentado pelo governo do Arthur Carlos Gerhardt Santos.

“O Fundap foi criado e denominado de fórmula milagrosa para acabar com a crise econômica na qual o Estado passava, devido a erradicação do café. Curioso fato, visto que o produto hoje tem uma importante participação na pauta exportadora”, relembra.

O Fundap nasceu com base em inúmeros estudos em que técnicos perceberam que o Porto de Vitória só tinha movimentação de exportação e não atuava na importação. “Foi com uma operação feita pelo empresário Graciano Spindula e senhor Otacílio Coser que nasceu o Fundap. E assim o porto prosperou e a economia capixaba também”.

Em um dos fatos mais lembrados na história do Fundap está o ano de 1996, quando a Praça do Papa foi tomada por inúmeros veículos importados. O incentivo, além de incrementar a instalação de recintos alfandegados e de atrair empresas, foi o impulsionador das operações com veículos – o Espírito Santo continua na vanguarda até hoje.

“O Fundap trouxe muita riqueza e muito desenvolvimento para o Espírito Santo, e deixa alguns legados, inclusive, nas áreas tributárias, jurídicas, processuais, além de todo o incremento das atividades de comércio exterior. É claro que não foram apenas momentos de glória. Enfrentamos muitos desafios, que não foram nada fáceis. E aqui não cabe citar em detalhes os inúmeros mandados de segurança, protocolos de intenções e resoluções que foram defendidas e estudadas nas esferas federal e estadual”, discursou.

O presidente do Sindiex – entidade que completa 30 anos de atividades em 2022 – destacou a importância da Lei Complementar 160, de 2017, que trouxe uma sobrevida ao incentivo financeiro; e da mais recente vitória: o projeto de lei 05, deste ano, que regulamentou até 2032 a prorrogação dos incentivos, incluindo o Fundap.

Finalizou o seu discurso enfatizando a importância e o apoio da atual diretoria e da participação efetiva de cada associado. “Temos muitos desafios pela frente, mas temos força e união. E, desta forma, o Espírito Santo continuará sendo um berço de excelentes novas ideias e oportunidades para o Brasil”.

CLIQUE AQUI e confira um trecho do discurso!






Outras Notícias: