Notícias



15/09/2020
Argentina perde lugar nas exportações brasileiras



Argentina perde lugar nas exportações brasileiras

O país vizinho, a Argentina, por sua vez, perdeu uma posição histórica entre os três principais mercados de produtos brasileiros no exterior. A Holanda, uma porta de entrada na Europa e que vem comprando mais, principalmente, soja, petróleo e combustíveis, tirou da Argentina a terceira posição entre os destinos internacionais das exportações feitas pelo Brasil.

O parceiro sul-americano, agora em quarto lugar, não saía do top três nas rotas dos produtos brasileiros desde 2002. Na época, a Argentina, até então segundo maior comprador do Brasil, desceu para a sexta posição na esteira da maior moratória de sua história.

Argentina

Do lado de cá da fronteira, também estão entrando menos produtos argentinos, o que permitiu à China tirar do Brasil o posto de principal parceiro comercial da Argentina. A pandemia e o desalinhamento dos presidentes dos respectivos países contribuíram para que tal situação chegasse onde chegou.

Desde abril, quando o coronavírus passou a atingir mais fortemente as economias sul-americanas, as transações comerciais entre Argentina e China, na soma de exportações e importações, superam em mais de US$ 1 bilhão a corrente de comércio dos dois principais sócios do Mercosul. Por atingir em cheio a pauta comercial dos vizinhos continentais, mais concentrada em produtos manufaturados - em maior parte da indústria automobilística -, a pandemia acentuou a perda de dinamismo no comércio bilateral que já vinha acontecendo há dois anos.

Fonte: ESTADÃO.COM.BR





Outras Notícias: